Controle de Pragas em São Paulo

Controle de Pragas | no Abc | em São Paulo
Efeito impacto: Fulminante, paralisa o inseto imediatamente seu tempo de atuação é de 24 horas.
Efeito desalojante: Produto irritante de mucosas, que penetra em frestas incomodando o inseto e trazendo-o para o ambiente aonde sofrerá os efeitos dos produtos de impacto e residual, seu tempo de atuação é de 5 a 7 dias.
Efeito residual: Produto que após seco e cristalizado sob superfícies tem o poder de paralisar o inseto em poucas horas (esse tempo varia de acordo com espécie, tamanho, e resistência química) seu tempo de atuação é de 3 a 6 meses (dependendo da freqüência das limpezas e produtos utilizados para tal).

Pulverização – Aplicação de inseticidas das Classes Piretróides e Organofosforados, com sistema de micropulverização. Este método é importante para aplicação de redes sanitárias (esgotos e ralos), perímetros internos ou externos e em locais que servem de acesso a alimento, esconderijo e água. Ideal para todos os tipos de insetos; Gel – Oferece segurança, conforto e comodidade, pois não é preciso deixar o local (residência ou trabalho). Pode ser aplicado a qualquer hora.

Controle de Pragas | em São Paulo | Abc

Controle de Pragas | no Abc | em São Paulo

É muito eficiente na dedetização contra baratas e formigas. Não tem odor. É quase invisível após aplicação. O produto tem efeito dominó, contaminando toda colônia.Pó seco – Aplicação de pó químico, por povilhadeiras diretamente no interior de tomadas,conduítes, PC’s de energia e disjuntores, ou seja,em locais onde não haja condições da aplicação do inseticida líquido.Armadilhas adesivas – Possuem superfície adesiva e atrativos alimentares, que atraem e capturam os insetos. As armadilhas são utilizadas para monitorar e controlar focos, sendo colocadas em locais estratégicos.
Muitos insetos e vários animais como, ratos,morcegos, pombos,aracnídeos entre outros, vivem em contato íntimo com o homem, associados às cidades invadindo e colonizando locais habitados, danificando construções, transmitindo doenças a animais e aospróprios seres humanos. Estes animais sinantrópicos(que coabitam com o homem) podem muitas vezes ser considerados pragas urbanas, devido a sua alta adaptabilidade, capacidade reprodutiva e a quantidade de abrigos e alimentos encontrados em áreas

urbanizadas, causando grande incômodo e desconforto em todos os níveis sociais. O trinômio água, abrigo, alimento (AAA) gerado pelo desequilíbrio ambiental (lixões, falta de saneamento básico, trata-mento inadequado da água, entre outros) inerente aprópria cultura humana, possibilita que diversas pragas usufruam da hospitalidade inconsciente das cidades, dificultando o dia-a-dia de seus habitantes.

Rate this post